Metformina (Glucophage Genérico) para o tratamento da Síndrome do Ovário Policístico

Como a metformina atua na síndrome dos ovários policísticos?

A síndrome dos ovários policísticos é diagnosticada a cada dez mulheres com mais de 18 anos. É uma das doenças endócrinas mais comuns em mulheres em idade reprodutiva. No entanto, de acordo com o National Institutes of Health cerca de 70% das mulheres com esse diagnóstico nem mesmo suspeitam de qualquer patologia.

Como a metformina atua na síndrome dos ovários policísticos?

Ainda não se sabe o que causa a Síndrome do Ovário Policístico. Existe uma opinião sobre um papel da genética e do meio ambiente. Mas as mulheres que tiveram esta doença materna ou paterna na família correm um risco maior. O diabetes mellitus também aumenta o risco dessa síndrome.

Cerca de 70% das mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos apresentam um distúrbio da resposta à insulina. Essa resistência (uma sensibilidade reduzida) à insulina pode levar ao desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 2. Essa conexão funciona ao contrário. Uma das causas da Síndrome do Ovário Policístico é a resistência à insulina.

Uma hiperinsulinemia compensatória ocorre durante esse diagnóstico e estimula a produção de andrógenos pelos ovários nas mulheres, que apresentam tendência genética para a Síndrome do Ovário Policístico. Em outras palavras, o excesso de insulina aparece no corpo feminino, e leva ao distúrbio hormonal e ao desenvolvimento da Síndrome do Ovário Policístico.

Por isso, a Metformina (Glucophage Genérico) é um dos medicamentos mais eficazes para o tratamento da Síndrome do Ovário Policístico. Isso se explica pelo fato de que a ação farmacológica da metformina consiste na inibição da resistência à insulina e na redução da produção de insulina.

Em caso de baixo nível de insulina no sangue e redução do nível de glicose, a mulher tem recuperação do equilíbrio lipídico e do metabolismo. Com isso, diminui a ação excessiva da insulina sobre as células dos ovários, que passam a restaurar gradativamente sua função.

Os seguintes processos são observados devido à recuperação das funções do ovário:

  • recuperação da ovulação;
  • Melhora da menstruação;
  • Nível reduzido de hormônios androgênicos;
  • Aumento do nível de hormônios gonadotrópicos.

O aumento de LH e FSH que ocorre com o uso da Metformina proporciona uma recuperação da fertilidade feminina.

No entanto, Metformina (Glucophage Genérico) durante a Síndrome do Ovário Policístico é usado não apenas para a recuperação da função reprodutiva nas mulheres, mas também para a redução do risco de hiperplasia e câncer de endométrio. Um aumento a longo prazo dos hormônios androgênicos das mulheres aumenta o risco de doenças cardiovasculares, incluindo hipertensão arterial.

Portanto, uma terapia farmacêutica com o uso de Metformina proporciona uma ação complexa não só sobre as funções dos órgãos genitais, mas também sobre o sistema cardiovascular, melhorando a saúde do coração e a qualidade de vida de pacientes com diabetes e síndrome dos ovários policísticos.

Quantos mg de metformina devo tomar para a síndrome do ovário policístico?

A maioria dos médicos recomenda as doses padrão de metformina durante a síndrome dos ovários policísticos. Isso é 1000-1500 mg de metformina por dia, dependendo do nível de glicose no sangue, nível de insulina e as complicações adicionais. No entanto, os estudos e análises experientes de mulheres confirmaram que as doses padrão de metformina são ineficazes durante a síndrome do ovário policístico.

Uma dose mínima de metformina deve ser de 1000 mg durante o tratamento da síndrome dos ovários policísticos, e uma dose diária deve ser de pelo menos 2000 mg. A maioria das mulheres afirma que o uso de 2,5 g de metformina por dia trouxe mudanças.

Isso tem uma explicação: doses baixas são suficientes para ajustar o nível de glicose no sangue devido à complexa ação da Metformina (Glucophage Genérico). Para restaurar as funções do ovário, esta dose não é suficiente. É necessário atingir a inibição máxima da resistência à insulina.

Quais são os efeitos colaterais da Metformina (Glucophage Genérico)?

As altas doses de Metformina durante a Síndrome dos Ovários Policísticos aumentam ligeiramente os riscos de efeitos colaterais. Porém, se todos os cuidados forem seguidos, eles não causam desconforto com o tempo. Você deve entender que os efeitos colaterais aumentam durante o uso de mais de 2500 mg por dia e durante as doenças renais.

Mulheres que tomam metformina em altas doses para tratar a síndrome do ovário policístico geralmente apresentam os seguintes sintomas:

  • Náusea, flatulência, desconforto e diarreia;
  • Dor de cabeça leve;
  • Comichão na pele, erupção cutânea.

O efeito colateral mais perigoso da metformina é a acidose láctica. É um estado em que o ácido láctico se acumula nos tecidos e no sangue. Os sintomas desse estado são dores musculares, falta de ar, dormência dos membros, palidez e distúrbio do batimento cardíaco. Se ocorrerem estes sintomas, o uso de Metformina deve ser interrompido e o nível de ácido láctico deve ser verificado no sangue.

A metformina pode ajudá-lo a perder peso durante o tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos?

Devido aos distúrbios metabólicos relacionados à síndrome dos ovários policísticos, muitas mulheres apresentam obesidade. O tratamento da obesidade é complicado pelo diabetes mellitus tipo 2 que surge devido à resistência à insulina.

A metformina pode ajudá-lo a perder peso?

O uso de inibidores intensivos do apetite é contra-indicado durante o diabetes e a Síndrome dos Ovários Policísticos, pois pode complicar o curso da doença. Portanto, a metformina e a dietoterapia são os principais métodos de combate à obesidade.

No entanto, a Metformina (Glucophage Genérico) não pode ser considerada como o produto básico para perder peso. É apenas uma ferramenta adicional durante a dieta hipocalórica que ajudará a acelerar o metabolismo e aumentar a utilização das gorduras no tecido muscular.

Mas, como mostram os últimos estudos, a metformina é capaz de reduzir a massa corporal em pacientes com a síndrome do ovário policístico em 10% se a atividade física elevada e uma dieta baixa em carboidratos forem seguidas. É alcançado apenas em combinação, e apenas se o índice de massa corporal exceder 30. Quanto menos o paciente tiver a porcentagem de gordura e o índice de massa corporal, pior a metformina funcionará.

Isso se explica pelo fato de esse medicamento afetar principalmente o tecido adiposo localizado na barriga. A gordura visceral afeta o funcionamento dos órgãos internos nessa área. E quanto menor a porcentagem de gordura no corpo, menor a quantidade de tecido adiposo ao redor da barriga. Isso significa que a metformina não dará a maior atividade.

Compre Metformina (Glucophage genérico) para a síndrome do ovário policístico. Como o Metformina o ajuda?

A metformina para ovários policísticos, segundo os médicos, é um medicamento usado quando há evidências de diabetes mellitus ou em estado pré-diabético.

Compre Metformina para Síndrome do Ovário Policístico.

A metformina para a síndrome do ovário policístico, de acordo com análises e fatos comprovados, está incluída em um grupo de medicamentos chamados biguanidas. Hoje, ele começa a ser adquirido ativamente por muitos pacientes durante o tratamento da síndrome dos ovários policísticos.

O tratamento dos ovários policísticos com a ajuda da compra e do uso de metformina visa reduzir o nível de insulina produzida no sangue a fim de prevenir doenças endócrinas e restaurar o equilíbrio hormonal no corpo da mulher.

Entre os efeitos mais famosos e eficazes da metformina para a síndrome do ovário policístico no corpo estão os seguintes:

  • O uso de metformina para a síndrome dos ovários policísticos afeta o processo de produção de insulina e contribui para uma diminuição significativa na lealdade do corpo à glicose. Isso é muito importante, pois a glicose precede a formação do diabetes.
  • A metformina é útil para restaurar o mecanismo de percepção da glicose, estabilizando assim o metabolismo e melhorando o funcionamento hormonal do corpo. Ao mesmo tempo, o indicador do peso de uma pessoa diminui.
  • A compra e o uso de metformina para a síndrome do ovário policístico também tem um efeito benéfico na composição lipídica do sangue humano, tornando-o mais suscetível à absorção de glicose.
  • A metformina nas instruções de uso para ovário policístico não é descrita como uma droga contra a síndrome do ovário policístico, mas é extremamente útil porque responde a processos hormonais no corpo feminino.
  • No processo de tratamento da síndrome dos ovários policísticos, a metformina ajuda a restaurar a ovulação e devolver um ciclo menstrual harmonioso. Ou seja, graças à compra da Metformina para o tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos, é possível devolver a fertilidade e a possibilidade de continuar na corrida.
  • A metformina com ovários policísticos tem um efeito avassalador no aumento da produção de hormônios sexuais masculinos. Esta capacidade de uma preparação médica afeta favoravelmente os hormônios de uma mulher com doença policística e ajuda a restaurar o funcionamento e o trabalho harmonioso dos ovários.

Comprar este medicamento é útil não apenas no diagnóstico da síndrome do ovário policístico. Este medicamento também é recomendado como parte de um regime de tratamento para outros processos inflamatórios ou anormais no sistema reprodutor feminino.

As estatísticas mostram que mais de 80% das mulheres tratadas com metformina estabilizaram seu peso corporal durante o tratamento, o equilíbrio hormonal melhorou e os sintomas primários de doenças associadas ao sistema endócrino desapareceram.

Aqui você tem a resposta para a pergunta: “Eu preciso comprar Metformina para Síndrome do Ovário Policístico?”. A resposta é sim!

Você pode visitar a farmácia online comprovada de nosso parceiro e comprar Metformina ao melhor preço!